quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

PARA OS QUE JULGAM QUE ESTAMOS SÓS NO UNIVERSO




Segundo uma pesquisa feita pela equipa responsável pelo telescópio  Kepler lançado no Espaço em 2009, pode existir em nossa Galáxia 17 biliões de Planetas do tamanho da Terra.  Uma em cada seis estrelas pode abrigar em sua órbita um planeta do tamanho do nosso, tendo sido já sinalizados mais 461 que elevam para 2.740 o número total dos até agora identificados

O astrônomo François Fressin, do Centro Harvard-Smithsonian para Astrofísica - que descobriu o primeiro planeta do tamanho da Terra - começou a tentar descobrir não somente quais podem não ser planetas, mas também quais  podem não ser visíveis ao Kepler.

"Nós somente vemos os planetas que estão em trânsito pelas suas estrelas hospedeiras, estrelas que por acaso têm um planeta que está bem alinhado para que o vejamos, mas para cada um deles há dezenas que não estão nessas condições" - afirma o mesmo astrónomo.

Os resultados sugerem que 17% das estrelas hospedam um planeta com tamanho até 25% superior ao da Terra,  significando que a galáxia abrigaria pelo menos 17 biliões de planetas do tamanho do mundo que habitamos.

O estudo divulgado por Fressin foi complementado pelos resultados de uma outra pesquisa feita pelo astrônomo Christopher Burke, do Instituto SETI, nos Estados Unidos, que anunciou a descoberta de mais 461 novos candidatos a planetas.

"O que é particularmente interessante é que quatro desses novos planetas - com menos de duas vezes o tamanho da Terra - estão potencialmente na zona habitável, a localização em torno de uma estrela onde poderia potencialmente haver água  para sustentar a vida", disse Burke à BBC.

Um dos quatro planetas, batizado de KOI 172.02, tem apenas uma vez e meia o diâmetro da Terra e orbita uma estrela semelhante ao Sol.

William Borucki, um dos líderes da missão do Kepler, está "encantado" com os novos resultados e diz que "A coisa mais importante é a estatística - não encontramos somente uma Terra, mas cem Terras, que é o que veremos com o passar dos anos com a missão Kepler”

Penso que não vai levar muito tempo que novos estudos revelerão que em nosso próprio Sistema Solar não seja somente a Terra que é habitada mas os restantes planetas que dele fazem parte.

Esta é a minha convicção.

Pausa para reflexão!

Rui M. Palmela

7 comentários:

Romão Casals disse...

Se a questão da existência de visitantes vindos de outros planetas é ainda controversa para aqueles que não conhecem o problema de perto, a sua natureza, e como corolário imediato, a sua origem, é ainda mais debatida entre aqueles que admitem o fenómeno como um facto consumado. Com efeito, se podemos falar de provas relativas à existência de tais criaturas, é necessário reconhecer que estamos ainda no campo das hipóteses, é bem mais fácil dizer o que eles não são ao invés de determinar o que são.

É igualmente incontestável que certas manifestações do fenómeno se revestem de um aspeto bem material, consagrando às provas os diversos tipos de vestígios que têm sido assinalados. Não permitindo definir com propriedade a existência de engenhos, demonstram pelo menos uma infalível ação sobre a matéria.

Vou tentar ser um pouco mais específico na apreciação da teoria que envolve toda esta problemática, tendo em vista o real propósito que classifica as complexas camadas provenientes de outros níveis de criação, conhecidos por principados e com uma possessiva obsessão por seres humanos, especialmente aqueles que se insurgiram contra a ordem da criação, manifestam-se entre nós de muitos modos, adaptando-se de acordo com o processo civilizatório. Na antiguidade, eles se manifestavam aos homens insinuando-se como deuses.

Nos nossos dias eles se manifestam causando perplexidade e estupefação, muitos afirmam ter sido visitados por extraterrestres vindos de outros sistemas estrelares, isto quando falamos de manifestações portentosas, porque quando são as manifestações corriqueiras de espíritos cuja casta é aquela que tenta penetrar e tomar conta da mente humana, controlar os homens nas expressões e transformar os seres humanos em bonequinhos, pela via da possessão, nós os chamamos de demónios.

Porém, se eles ganharem um pouco mais de luz, se eles vierem com qualquer outra perspectiva dimensional que se assemelha àquilo que apelidamos de “tecnologia humana”, que nada mais é que a simples expressão de um ensinamento adquirido no passado e desenvolvido a partir do próprio conhecimento dessas entidades, nós dizemos que estamos a ser visitados por seres de outros planetas, embora eles estejam somente a uma canada dimensional, a uma membrana da realidade física (teoria das cordas).

Para aprendermos a lidar com estas coisas que tendem a crescer cada vez mais em volume de aparições, que os próprios governos escondem como um santo graal absolutamente proibido estando completamente cientes desta realidade, sabe Deus o que muitos não trocam na relação promiscua com essas entidades espirituais que se revelam com a cara que desejam, sendo eles enganadores e usurpadores para com a gloria de Deus no homem.

Para discernir todo este engano intencional, ao invés de ler uma companhia ou aparato tecnológico expresso em uma nave intergaláctica de inconcebível compreensão, devemos antes de mais, saber qual foi a intenção congeminada na manifestação de Ezequiel capítulos 1º e 10º, quando se nos diz, que os anjos com mensagens de Deus, expressaram-se nas escrituras com o mesmo tipo de aparato que hoje vemos entre nós e que na Escritura está descrito como mensageiros de Deus, ou anjos do bem.

Romão Casals disse...

Quando vemos toda essa quantidade enorme de aparições perplexantes, não devemos entrar em confusão ou em estado de choque, apenas devemos ter em mente que lidamos com as mesmas forças que no passado anti diluviano, dominaram a Terra agindo com perversidade na decadente e depravada ambição humana.

Os defensores de que os deuses antigos eram astronautas intergalácticos, pedem que se abra a Bíblia e onde estiver escrito Satanás, deve intender-se por extraterrestre perverso, onde estiver escrito qualquer relato de anjos de Deus, defensores da verdade, deve intender-se por uma ordem intergaláctica querendo proteger a humanidade da prática do mal.

Em outras palavras, eles pretendem que a totalidade da lista dos escritos que formam o cânon bíblico seja interpretada sob uma perspectiva de inversão hermenêutica adaptada aos tempos modernos, na era das revelações telepáticas que antes não seriam possíveis. Acontece que na antiga Grécia já se difundia este pensamento inovador.

Tudo, sem contemplações, tem que ser lido com esta nova interpretação (ela é bem antiga, mas faz de conta) para que no dia da revelação, no dia da visita dos nossos “irmãozinhos extraterrestres”, todos os homens estejam reabilitados e livres das amarras interpretativas da fé judaico-cristã que hoje nos impede de os ver como verdadeiros seres vindos de outras civilizações mais evoluídas, sendo alguns maus e outros bons, mas eles irão combater entre si e o bem vencerá, então estaremos preparados para ter uma relação de dialogo, de colóquio e de submissão para aprendermos com essas novas ordens.

Ora, com esta atitude desenfreada, fica bem patente de onde nós viemos e para onde vamos, eu não estou enganado em relação às modernas tendências humanas, nem tão pouco da direção do abismo em que estamos sendo precipitados. Nossa luta não é contra carne nem contra sangue, mas contra principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal agindo nas regiões celestes.

Rui Palmela disse...

Continuaremos sempre discutindo a mesma coisa, uns aceitando e outros não, a existência de vida inteligente de outros seres criados à mesma “imagem e semelhança” do mesmo Deus do Universo no qual vivemos e fazemos parte em estados e dimensões diferentes, julgando que somos os mais perfeitos aqui na Terra que seguem os caminhos da Luz , de bíblia na mão, enquanto esses Seres ou irmãos de outras Civilizações não.

Deus sabe quem são e o que fazem todos os filhos do Universo e quem melhor serve seus Planos da Criação, dando conhecimento, saber, poder e inteligência suficiente aos que alcançaram maior grau evolutivo noutros Mundos superando em tudo os homens da Terra que se rebelaram e degeneraram há muito de sua condição e põem em risco toda a vida e a ordem neste planeta que já chegou ao limite das loucuras humanas pela decadência de uma Civilização sem rumo e sem futuro nas mãos de quem domina aqui com muita ganância e ambição.

Por isso, caro Romão Casals, não sei a quais ‘dominadores tenebrosos’ te referes para te situares e julgares ‘inimigos’ todos os que são diferentes de ti e zelam pela Ordem e Harmonia Universal estando melhor preparados para intervir nos mundos físicos quando necessário, tal como já fizeram nos tempos bíblicos, embora desta vez seja de maior dimensão, à escala planetária, a fim de salvar o maior número de pessoas e seres de total destruição.

Jesus Cristo tinha disso sua própria visão, maior do que todos os profetas e mensageiros da Humanidade que se limitaram a anunciar catástrofes e calamidades que sucederiam caso continuássemos no caminho do erro por margens opostas à verdade. É isso que está sucedendo, é isso que tem sucedido sempre e a história se repete agora ainda pior infelizmente!

Por isso, creio sim numa Intervenção Extraterrena que visa salvar o número de ‘eleitos’ que duma forma ou outra se prepararam para esse tempo de “Juizo Final” que se está desencadeando e culminará certamente no século actual. De resto, “se não fossem abreviados esse dias, nenhuma carne (vida física) se salvaria”, pelo que estão sendo aguardadas ordens para se intervir no tempo certo quando as coisas começarem a se complicar.

Esta é a minha visão das coisas e se estiver enganado, com o tempo saberemos melhor quem o está. Mas fora de tudo isso, caro amigo, continuarei sempre a fazer o que tenho feito até aqui, dando o melhor de mim para tornar este mundo melhor, com mais verdade e mais amor. Isso Deus sabe e só Ele pode ajuizar melhor de mim e não tu que me julgas e me condenas à fogueira da Inquisição.

Pausa para reflexão!

Rui M. Palmela

Romão Casals disse...

Depois eu é que sou o cúmulo do não discernimento…

Será que leste com atenção tudo o que escrevi?

Os dominadores do mundo tenebroso são as forças espirituais do mal que agem nas regiões celestes, chama-se principados e constituem uma hierarquia de demónios poderosos. O apóstolo Paulo chama Satanás de "príncipe das potestades do ar” o espírito que agora opera nos filhos da desobediência.

Um principado ou potestade é uma região do espaço celestial onde existem hostes demoníacas, são os anjos que se insurgiram contra a ordem da criação, conhecidos também por anjos caídos, alguns são de tal modo poderosos que nem todos os anjos de Deus os conseguem vencer.

Jesus declarou que Satanás é o príncipe deste mundo, Jesus foi feito príncipe pelo Pai, mas não deste mundo, Jesus não aceita herdar o inferno, Ele é herdeiro do reino dos céus, e nós, os cristãos, (estás incluído) estaremos com ele quando formos arrebatados deste abismo.

Jesus também disse: "Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça em trevas".

Paulo revela qual a obra de Jesus Cristo: "Abrir os olhos dos cegos, das trevas os converter a luz, e do poder de Satanás a Deus"

Sendo mostrado pela criação do universo, o poder omnipotente de Deus está muito além da compreensão humana, a carta de Paulo aos Hebreus é por demais reveladora, pois diz que Jesus Cristo é quem sustenta este universo, mas não nos devemos surpreender porque João revela que Jesus Cristo é a pessoa que criou o universo.

Ele é o criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis.

Eu não te estou a julgar a ti nem a ninguém, estou apenas a alertar, valha-me Deus!

Livra…! Estás mesmo obcecado pela fogueira da inquisição, essa ideia não te sai da cabeça, fica descansado que eu não vou deixar que tal aconteça. Não deixarei que ninguém te faça mal, nem mesmo os extraterrestres maus.

Rui Palmela disse...

Penso que a nossa conversa a respeito deste tema e outros assuntos de natureza filosófico/espiritual, com interpretações bíblicas pessoais, já definiram bem nossa posição, caro Romão. Sempre defendi que é da discussão que nasce a luz, mas nem sempre isso acontece quando há obstruções na mentalidade condicionada a dogmas ou crenças religiosas muito difíceis de mudar. Por isso nossas opiniões divergirão sempre um do outro apesar de ambos sermos crentes em Deus mas eu acreditar na existência de outros Mundos habitados além da Terra com vida inteligente superiormente evoluida ou avançada milhares de anos à frente dos seres humanos.

De resto, o pai da Igreja que foi Orígenes, cuja doutrina falava nos Mundos Habitados e na Reencarnação, foi seguida pelos primeiros cristãos que depois foram proibidos de acreditar nessas coisas que levaram muitas almas à fogueira da Inquisição, de tal modo que hoje o Vaticano pede desculpas a Galileu e já reconhece também a vida alienígena, embora ainda esteja renitente quanto à Reencarnação que está mais do que provada cientificamente e sempre fez parte da educação de milhões de orientais que ainda dão 'cartas' em questões espirituais.

Mas não fugindo do tema em debate que aqui estamos a tratar, considerarei sempre que há falta de discernimento quando muitos perderam a capacidade de pensar por si mesmos quando ligados a qualquer Religião, temendo até ser pecado usar essa capacidade que todos têm quando confrontados com revelações que contrariam o pensamento religioso dominante, fantasioso ou incongruente.

Eu não duvido, caro Romão, que hajam forças negativas ocultas que dominam os seres humanos através de seus pensamentos, desejos e emoções, fazendo-os viver contrariamente à sua verdadeira condição, desde o facto de cultivarem hábitos/vícios perniciosos, lutas e ambições desmedidas, aprisionando a maior parte da Humanidade às questões do ter, fazendo esquecer o próprio Ser. A verdade porém é que somos responsáveis pelos nossos caminhos e destinos aqui na Terra, como ‘anjos caidos’ que aprendem no meio das dificuldades e dos sofrimentos aquilo que nos torne melhores, mais justos e inteligentes.

Nada acontece por acaso neste planeta, caro Romão, e nossos irmãos do Cosmos sabem a verdadeira razão das guerras, violência, doenças, calamidades e tantas desgraças nesta nossa realidade de um Mundo cada vez mais doente, pelas loucuras de uma Civilização, que já precisa urgentemente duma cósmica intervenção e essa eu creio que está para breve tal como anunciam os ‘sinais’ dos tempos que Jesus falou e também dos seres que viriam sobre as “nuvens do céu” com “poder e grande glória” para estabelecer aqui um Reino que não seja mais aquele contrário aos Planos de Deus e sua Obra da Criação

É isso que penso por mim mesmo, caro Romão, e nada vejo de novo nas tuas conversas ou ideias que continuam condicionadas ao pensamento religioso, evasivo e até acintoso.

flay disse...

Cara esse romao viaja demais velho.....
a terra E habitada por seres humanos( cristaos ) e os demais planetas da nossa galaxia sao habialtados por demonios . Kkkkk so pode. Alienado....

Romão Casals disse...

Rui,

As passagens em baixo são inequívocas e de extrema importância, foram redigidas 760 a.C. revelando um profundo conhecimento na vontade divina.

Porque a sabedoria foi criada antes de todas as coisas, e a luz da inteligência, desde a eternidade. Ele foi nascido do Pai antes de todos os séculos, o culminar da profecia no paradoxo singular por omnisciência.

A quem, pois, me fareis semelhante, para que eu lhe seja igual? Diz o Deus Santo.

Levantai ao alto os vossos olhos, e vede quem criou todas estas coisas; foi aquele que faz sair o exército das estrelas segundo o seu número; ele as chama a todas pelos seus nomes; por causa da grandeza das suas forças, e porquanto é forte em poder, nenhuma delas faltará. (Isaías 40:25-26)

Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. (Isaías 9:6)

Related Posts with Thumbnails