segunda-feira, 16 de março de 2009

OVNI EMITE LUZ VIOLETA SOBRE CIDADE


Vários Jornais e autoridades locais da cidade chinesa de Shenzhen, na província de Guangdong - perto de Hong Kong, foram recentemente inundados com ligações de seus habitantes falando de OVNIS que pairavam sobre a cidade por mais de meia hora.

Um dos OVNIs banhou mesmo algumas áreas com uma luz violeta antes de disparar para Sul. O incidente ocorreu por volta das 19:30 h em 23 de Fevereiro do corrente ano.

A senhora Zhou viu os OVNIs de sua varanda e disse que dois deles dispararam a alta velocidade, enquanto outro permaneceu um pouco por mais tempo antes de ir embora. "Eu não faço idéia do que fossem. O último estava emitindo uma estranha luz violeta que era muito brilhante", concluiu.

O senhor Yip (um deputado) também viu os OVNIs e notou que pelo menos um deles também emitia uma chama azul pelo lado inferior.

A cidade bastante populosa, com cerca de 8 milhões de habitantes, tem sido frequentemente atingida com estes fenómenos nos últimos dois anos.

Nenhuma foto surgiu no entanto na imprensa local que talvez tenha fortes limitações devido ao grande acobertamento que se faz sobre o assunto, contrariamente a vários paises que já reconheceram oficialmente a existência dos OVNIS no nosso planeta como pode ver clicando no link a seguir:


Rui Palmela

5 comentários:

Anônimo disse...

necessario verificar:)

Anônimo disse...

Ñ acreditava muito nesse negócio de extraterrestres,mas passei a acreditar quando em uma cidade vizinha(Sobral-ce)começou a aparecer discos voadores.A população estava assustada!tanto é q a tv record foi fazer uma reportagem e passou no camera record!
Parabéns pelas postagens,são muito legais!!!

Anônimo disse...

eu acredito porque ja vi .

Romão Casals disse...

O que vou contar, faço-o sob palavra de honra.

No Verão passado, quando me encontrava de férias no norte de Portugal em uma pequena aldeia de nome Granja do Tedo, ocorreu um estranho incidente que me deixou um pouco apreensivo, um tanto assustado.

Sensivelmente por vota das 22 horas, eu estava na varanda a olhar para o céu como de costume, é uma das coisas que gosto de fazer em locais onde não existe qualquer luz artificial, o sítio é magnífico e permite uma visão assombrosa do cosmos.

Eu olhava para nordeste quando vi surgir do lado norte um aparelho em forma de disco, aproximava-se a uns 300 quilómetros por hora. Talvez não seja o cálculo mais correto, mas o tempo que passei na força aérea ajuda-me a avaliar o acontecimento.

Por coincidência, o meu filho que caminhava a pé acompanhado de um amigo, também presenciou o sucedido de uma outra perspectiva alguns segundos antes. Eles seguiam na mesma trajetória do aparelho.

O objeto não emitia qualquer luminosidade, mas era claramente um disco pequeno (8 metros talvez) de cor metalizado escuro, totalmente hermético e sem reentrâncias, pelo menos na parte inferior a uma altitude de menos de 30 metros. A rápida deslocação foi perturbadoramente silenciosa.

De imediato chamei pela minha esposa que estava na cozinha e contei o sucedido, entretanto chega o meu filho André, sempre despreocupado, que ao ver-me em um estado de incomum agitação me questiona entusiasmado:

Que foi pai? Eu vinha ali em baixo e já te estava a ouvir.

Eu – vocês não viram aquele disco que passou ainda agora?

André – vimos sim.

Eu – viram? E dizes isso tão calmamente?

André – já vi vários objetos desses, ainda no outro dia eu e o Henrique estávamos perto do rio e passaram dois.

Eu – Porra! E não disseste nada?

André – Não me lembrei.

Ficamos um pouco à conversa, tentei arrancar mais informações daqueles dois miúdos, mas não conclui absolutamente nada, excluindo o facto de o Henrique ter dito visto naqueles dias objetos com varias formas geométricas que voavam sem nenhum movimento errático.

Entretanto, uma vez que não me ocorria uma explicação lógica e a ajuda do meu filho era um vazio de preocupação, ignorei parcialmente o assunto. Nessa mesma noite foi aos locais dos supostos avistamentos indicados, mas nada vi.

Passados alguns dias, ainda na aldeia, estava eu na praça junto ao café a conversar com o meu sogro na companhia de minha esposa, meu filho e mais duas pessoas. Era noite e como estava de partida para o Porto, sei que a hora exata em que se passou o evento foi às 21.00.

Desta vez a coisa foi ainda mais estranha, um objeto vindo de norte, aproximou-se muito lentamente e parou mesmo por cima da posição onde me encontrava, estava a uns 70 metros de altitude e ali ficou durante uns 60 segundos sem fazer qualquer movimento.

Emitia uma ténue luminância opaca e estava estático, todos vimos incrédulos o objeto que se detinha incomodamente silencioso suspenso no ar. Tive tempo para tudo, tentei analisar a natureza do fenómeno, questionei de novo o meu filho que sorria e aguardei por um movimento suspeito fora do convencional.

Na verdade, o que se estava a passar de normal não tinha nada, ali fiquei pasmado, estúpido e sem palavras na expectativa de um vislumbre insinuante. O objeto começa a mover-se na cadência que precedeu a paragem, manteve a altitude com uma rota precisa em direção ao sul, eu parecia um burro a olhar para um palácio.

Não consigo explicar racionalmente o sucedido, que tipo de aparelho seria, mas sei que não se tratava de nenhum modelo de aeronave conhecida. Todo foi insólito e desconcertante, mas apesar de tudo não me despertou uma curiosidade profunda, sendo que esta é a primeira vez que partilho a ocorrência.

Nas anteriores descrições fui o mais preciso possível.

Rui Palmela disse...

Caro amigo Romão,

Vejo que finalmente começas a ser confrontado com aquilo que é testemunhado por milhares de pessoas em todo o mundo, e inclusive já tive oportunidade de contar uma experiência insólita vivida por meu próprio pai quando regressava do norte de África para Portugal no navio onde era embarcado chamado "Litoral". Fiz até uma página no meu site pessoal contando tudo e juntei outra história de um colega meu que também passou por uma situação insólita que mudou para sempre sua vida. Podes ver aqui neste endereço:

http://www.novaera-alvorecer.net/3_casos_ovnis.htm

Daqui em diante podes crer que vão ser testemunhados cada vez mais casos de aparições em massa de Ovnis em várias partes do Mundo porque efectivamente "eles" (nossos Irmãos do Cosmos)estão nos observando há muito tempo e têm uma missão importante a cumprir neste Planeta onde vive uma Humanidade que corre riscos de ser extinta na sua maior parte ou na totalidade por uma hecatombe nuclear que os homens loucos estão a preparar. Aliás, foi mesmo Jesus Cristo que dizia, sobre estes tempos derradeiros, avisando que "os últimos actos dos homens serão piores do que os primeiros"...

Ontem lembrei-me mais dessas palavras quando vi na televisão as ameaças da Coreia do Norte à Coreia do Sul e vice-versa, podendo ser utilizadas armas nucleares envolvendo outros paises como a China, a Russia e EUA.

Portanto, caro amigo, venham "eles" e coloquem ordem neste Mundo antes que seja tarde demais, pois têm possibilidade e meios de fazê-lo.

Um abraço.

RP



Related Posts with Thumbnails